Cart

Prisão Dourada – Ana Lavrador

0 out of 5 based on 0 customer ratings
0 classificações Adicione sua classificação
Disponibilidade: Em estoque

R$ 44,70 R$ 31,29

wws Suporte / Perguntas de pré-venda Preciso de ajuda? Fale conosco via WhatsApp
Quantidade :

Falta temporária

 

“CARTOGRAFIA DA ESTRANHEZA, NO ROTEIRO DE LIBERTAÇÃO”,

Regina Correia * 

Submetidos ao jugo inusitado do confinamento, em tempo plúmbeo de pandemia, por razão de um microscópico ainda-meio-desconhecido vírus, surge-nos, nítida, ao ouvido, a voz inspiradora de Mia Couto (in O outro Pé da Sereia), como alavanca vital do sonho: A prisão é um lugar onde se dorme muito e o sonho substitui o viver. É a única coisa que o sistema não pode encarcerar: os sonhos. 

É nesse andamento de rio (quase) profético de destruição do entorpecimento, que Ana Lavrador vai construindo e encenando um diário da “prisão”em versos dialogantes com a realidade circundante, numa cartografia do corpo físico e anímico da cidade e da casa, agora “nicho possível de universo” (p.)e com o eco dos sonhos ondeousadamente, porque convicta, espreita e avança a Liberdade.  

Em sua lavra poética lúcida, inspirada, comprometida, acompanhamos Ana Lavrador, num “tempo suspenso” (p. ) das criaturas e das coisas, como consciência de asfixia abrupta feita de silêncio, de medos, enraizada na estranheza no vazio material e psicológico, em modo de fatalidade. Simultaneamente, vislumbramos, em cada sinal do inventário do desconfortoa luz que ensina o itinerário do resgate colectivo e individual, em regozijo ecológico do abrandamento da mão humana sobre o mundodando berço ao sentimento paradoxal de saudade futura dos tempos da quarentena. 

Assume-se, enfim, pela arte, o vértice de uma certa catarse psicanalítica da noção de culpa, de pecado capitalde estampa da morteE os “dias sem nome” (p.) regressarão ao calendário solar dos “eleitos que têm na palavra arma, e na poesia forma de resistência” (p.). 

* Não segue a grafia do Novo Acordo Ortográfico de 1990. 

Primavera 2020

ISBN: 978-65-86526-47-9 (Brasil)

ISBN: 978-989-54870-1-1 (Portugal)

108 pág.

wws Suporte / Perguntas de pré-venda Preciso de ajuda? Fale conosco via WhatsApp
Quantidade :
SKU: 9786586526479 Categorias: , , ,

Ana Lavrador

Ana Luísa Figueiredo Lavrador da Silva é licenciada em Geografia, mestre em Geografia Física e Ambiente e doutorada em Artes e Técnicas da Paisagem. A paisagem é o seu tema central de investigação. Colabora em projetos académicos ligados às paisagens literárias e ao turismo em regiões vinhateiras. Tem publicados os livros "Paisagens de Baco" (Ed. Colibri, 2011) e "Eu sou como um fragão da minha terra. O poeta e a paisagem" (IELT-FCSH, 2013), além de uma vasta lista de artigos em revistas científicas e literárias. Conferencista em congressos, colóquios, seminários e palestras.

 

Avaliações

Não há avaliações ainda.

Seja o primeiro a avaliar “Prisão Dourada – Ana Lavrador”

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Vendor Information

0 de 5

Por quais ruas você anda, que nossos passos não se cruzam? – Leandro Freitas

R$ 39,70 R$ 27,79
*** Por quais ruas você anda, que nossos passos não se cruzam?   bebo vinho em copo de uísque  enquanto uso minhas roupas floridas  cabelos longos despenteados  fecho meus olhos de Saturno, vida e loucura  esperando você chegar  enquanto todas as outras pessoas   combalidas apodrecem.    *** Alacridade do espírito, a busca do indizível, o contato com sagrado, a impermanência de todas...
0 de 5

Pantaneira: Pantanal e Rio Paraguai – Ewaldo Schleder e Julio Covello

R$ 59,70 R$ 41,79
REPORTAGEM-POEMA De uma natureza atemporal   “Meu quintal é maior do que o mundo. Sou um apanhador de desperdícios: Amo os restos” - Manoel de Barros   A palavra Paraguai (Paragua-y) remete à vertente guarani, que também é língua oficial desse tão próximo e tão distante país vizinho. Assim como Asunción, Concepción, Encarnación, Vallemí – todas às margens do grande...
0 de 5

Ode Mundana – Luiz Felipe Leprevost

R$ 44,70 R$ 31,29
  O que te aguarda depois da entrada é um único e longo poema no qual o autor inscreve sua visão em grande angular da terra devastada. Seu bilhete nervoso deixado na geladeira do mundo. (...) Eis uma canção desesperada que ao cantar estes “martírios de beleza” acaba deixando um gosto de impressão contrária que de resto é o próprio nome...
0 de 5

RE-TRATOS -Leonardo Augusto dos Santos

R$ 44,70 R$ 31,29
SOBRE ESTE LIVRO Sinto-me privilegiada por ter recebido o convite para ler os dez contos que o autor, Leonardo Augusto denominou RE-TRATOS. Fiquei pensando no título: é um “tratar novamente”? É uma espécie de foto antiga, que brota do inconsciente e se transforma em proposta viável, possível? Só ele poderá responder à pergunta. Ao começar a leitura, percebi que, dentro...
0 de 5

Pequeno Tratado do Amor e da Natureza – Roberto Nicolato

R$ 44,70 R$ 31,29
Falta temporária   O leitor e a leitora têm em mãos um livro de um poeta que é, antes de mais nada, um artífice da palavra. Os poemas de Pequeno tratado do amor e da natureza apresentam de fato várias facetas de Roberto Nicolato sob o escopo da artesania poética, ou seja, sua poesia é práxis vital.   Nicolato transita entre...
4.80 de 5

Falando de Política Sem Politiquês – Carlito Neto

R$ 49,70 R$ 34,79
Nunca foi tão necessário discutir política no Brasil. Nesse sentido, o livro de estreia do professor Carlito Neto chega no momento mais propício. Aliando a sua experiência de comunicador, com o profundo conhecimento de História e de Política, expõe no livro de maneira leve, simples, mas sem simplismo, o essencial da História dos governos dos povos, as teorias centrais dos...
Carregando...
WeCreativez WhatsApp Support
Nossa equipe de suporte ao cliente está aqui para responder às suas perguntas. Pergunte-nos qualquer coisa!
👋 Oi em que posso ajudar?