Cart

A Mulher que contou a minha história – Flavia Quintanilha 

0 out of 5 based on 0 customer ratings
0 classificações Adicione sua classificação
Disponibilidade: Em estoque

R$ 44,70 R$ 31,29

Disponível por encomenda

wws Suporte / Perguntas de pré-venda Preciso de ajuda? Fale conosco via WhatsApp
Quantidade :

“O poeta é um fingidor que finge completamente. Que chega a fingir que é dor a dor que deveras sente (Fernando Pessoa)”.  

Não sendo poeta não entenderemos deveras a dor que só o poeta de verdade sente.  Suspeitamos, curiosos, ansiamos por saber, mas este ofício não é nosso: é do poeta. É assim que ele sente o mundo, a dor da gente, o pôr do sol, um galho que balança. Mas, se por um lado não podemos sentir a dor que o poeta sente, perdemos sempre a rudez ao conhecê-los, deixamos de lado, mesmo que por instantes, a matemática da vida. E, assim, pelo sentir, conhecemos mais e melhor o mundo. Às vezes temos sorte e conhecemos os poetas em carne e tripas, outras os conhecemos lendo. O que importa é que sempre, ao conhecê-los, entendemos mais deles e menos da dureza do mundo. Espero que possam conhecer esta poeta e que seja: transforma-dor!  

Gabriele Freiria 

Verão 2019

ISBN: 978-85-68462-93-5

112 pág.

Disponível por encomenda

wws Suporte / Perguntas de pré-venda Preciso de ajuda? Fale conosco via WhatsApp
Quantidade :
SKU: 9788568462935 Categorias: , ,

Flavia Quintanilha 

Flavia Quintanilha é poeta, nascida em Maringá-PR. Possui graduação em Filosofia pela Universidade Estadual de Londrina (2008). Foi bolsista do CNPq com projeto de iniciação científica na área de Ética, com ênfase em Filosofia Política (2006-2008). Participou dos grupos de pesquisa: Filosofia Contemporânea: Habermas (Universidade Estadual Paulista – Unesp); Ética, Política e Direito no Estado Democrático de Direito (Universidade Estadual de Londrina – UEL) e Democracia, Estado de Direito e Cidadania (Universidade Federal Fluminense – UFF). É mestra em filosofia pela Universidade Estadual Paulista – Unesp com bolsa Capes. Membro colaborador do Instituto de Estudos Filosóficos da Universidade de Coimbra. Pesquisa na área de Filosofia Prática e Ética com ênfase na Racionalidade Hermenêutica, principalmente nos seguintes temas: Identidade Narrativa e Dignidade Pessoal.

Em 2015 publicou o livro Aporias da Justiça: entre Habermas e Rawls, pela Novas Edições Acadêmicas

Peso 163 g
Dimensões 13 × 1.0 × 19 cm

Avaliações

Não há avaliações ainda.

Seja o primeiro a avaliar “A Mulher que contou a minha história – Flavia Quintanilha ”

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Vendor Information

5.00 de 5

O Rei dos Judeus – Henry Bugalho

R$ 99,70 R$ 69,79
Jesus, um camponês da Galiléia, tem diante de si a mais difícil de todas as missões: cumprir os desígnios de Deus. Para isto, ele desafiará a cultura de seu tempo, a Religião, os homens santos e até o poderoso Império Romano. “O Rei dos Judeus” lança uma nova visão, acompanhando de perto as principais descobertas historiográficas, sobre esta controversa figura...
0 de 5

Félix Culpa – Victor Castanho

R$ 49,70 R$ 34,79
  Fruto de um mal-estar e de toda a ruminação metafísica que o acompanha, Felix Culpa é uma obra que remete ao sentimento universalmente oblíquo que assola a contemporaneidade. Em um mundo no qual a razão já perdeu seu papel norteador e a iconoclastia de um modernismo vanguardista já consumiu grande parte da madeira de seu palito de fósforo, a liquidez da...
0 de 5

A Colheita dos Grãos: Odes Sonoras – Filippi Fernandes

R$ 59,70 R$ 41,79
Resgatar na alma o princípio da fertilidade. Enraizada na escuta, a escrita de Filippi nasce.   Como não sucumbir às exigências do ego literário?   Como abrir espaços para que interações aconteçam no micro e no macro?   Quase sempre, caminhamos atropelando a matéria viva e perdemos certo sentido de viver. Viver é ir entre o que vive, ensina João Cabral de Mello Netto.  A colheita dos grãos: odes sonoras é um livro vivo. Ele documenta...
0 de 5

Carcaça ou o primeiro cadáver que eu vi na vida – Alexandre Sarian

R$ 124,70 R$ 87,29
Bem-vindos à mente de Lucas, um cara comum, medíocre. Não é bonito nem feio. Não é genial nem ignorante. Às vezes é preguiçoso, às vezes é cabeça dura, às vezes é engraçado, às vezes é melancólico. Tem alguns amigos, um emprego, toma cerveja, assiste Netflix, baixa filme ilegalmente... O Lucas sou eu, o Lucas é você e o Lucas acabou...
Carregando...
WeCreativez WhatsApp Support
Nossa equipe de suporte ao cliente está aqui para responder às suas perguntas. Pergunte-nos qualquer coisa!
👋 Oi em que posso ajudar?