Search

A revolução dos gatos no Planeta Azul

Um Mundo de Cores e Harmonia

Quando a noite caía no Planeta Azul, tudo se iluminava. Estrelas coloridas brilhavam no céu, despertando gatos e gatas para uma celebração. Spartacus, um gato forte e querido, incentivava todos a acordar. Rosa, uma gata conhecida pela ousadia, também chamava todos para admirar as estrelas, insistindo que “só quem ama pode ouvir estrelas”. Assim, o planeta se enchia de cores: azul, amarelo, vermelho, verde, laranja, roxo.

Convivência no Planeta Azul

O Planeta Azul era um lugar de fraternidade, onde conviviam gatos, passarinhos, macacos, raposas, cães, e até humanos. Os humanos vieram de um planeta destruído, a Terra. Apesar de se acreditarem superiores, não tinham a sabedoria dos gatos. Spartacus e Rosa não aceitavam essa superioridade. Mesmo assim, viveram em paz por centenas de anos, respeitando a natureza e os outros seres vivos.

A Tragédia que Abalou o Planeta

Tudo mudou quando quatro gatos foram assassinados: Valter, Vladimir, Manoel e Zequinha. Os gatos se reuniram para lamentar e homenagear seus amigos. Iara, uma gata solidária, destacou a coragem dos gatos mortos. Eles foram envenenados por humanos, que não aprenderam a abandonar seu espírito destrutivo. Isso trouxe medo e indignação entre todos os animais.

A Repressão Humana

A situação piorou quando os humanos propuseram encoleirar e prender os gatos, tal como faziam com os cães. Essa medida repressiva causou revolta. Rosa e Spartacus lideraram os gatos, clamando por liberdade e rejeitando os decretos absurdos dos humanos. Não aceitariam perder sua liberdade, e começaram a planejar uma revolução.

A Grande Assembleia dos Gatos

Uma reunião foi convocada. Rosa, Spartacus e outros gatos corajosos decidiram lutar. Rosa queria ação imediata, mas Spartacus propôs um plano diferente: educar as crianças humanas sobre a importância dos animais e da natureza. Frida, outra gata influente, apoiou a ideia. As crianças, ao serem educadas, poderiam influenciar positivamente os adultos.

A Esperança das Crianças

Uma grande assembleia foi realizada com as crianças. Spartacus, Rosa, Frida e outros gatos explicaram a importância de viver em harmonia. As crianças, emocionadas e atentas, começaram a entender a crueldade dos adultos e se comprometeram a ajudar. Conversariam com seus pais, ensinando-lhes a importância da solidariedade e do amor à natureza.

Um Novo Começo

Com o tempo, as crianças influenciaram seus pais. O Planeta Azul começou a mudar, alimentando a fraternidade e construindo um mundo melhor, onde todos os seres viviam em paz e harmonia.

Gatos, de Emiliano José
(Previsão: setembro)
16×23
Aprox. 80 págs.
ISBN: em breve

R$ 59,70 R$ 41,79

Consulte o frete e o prazo de entrega:

Emiliano José nasceu em Jacareí (SP), em 1946, e está filiado ao Partido dos Trabalhadores (PT) desde 1997. É professor e jornalista, com doutorado na área pela Universidade Federal da Bahia. Passou por diversos veículos de comunicação e cumpriu diversos mandatos enquanto deputado estadual e vereador de seu estado de nascimento. Pela Kotter, lançou Zanetti: o guardião do óleo da lamparina.