Search

Jornada, cerco e tragédia – Tomás Caterín

Código 9786553610903 Categorias , , ,

***

Em Jornada, Cerco e Tragédia, Tomas Caterín apresenta um cenário não tão longe da realidade atual. Um universo onde a desigualdade atinge seu ápice, onde os milhões de pobres são extremamente pobres e as dezenas de ricos são estupidamente ricos. O que aconteceria quando os mais vulneráveis economicamente tomassem conhecimento de sua situação? O que fariam os mais ricos? As autoridades? A classe média?  

Ao mesmo tempo, com as histórias da Revolução Francesa em mente e com as próprias vivências e observações de uma sociedade cada vez mais desigual, Caterín se inspira para escrever Jornada, Cerco e Tragédia, onde diversos pontos de vista são expostos durante os acontecimentos da obra. 

 Ruas se enchem de pessoas, de início, em silêncio, e no fim, em alvoroço. Em Jornada, Cerco e Tragédia, uma sociedade observa alarmada os seus desprezados saírem de suas posições de inferioridade, onde foram postos, e caminharem para o centro político do país, na esperança de melhoria de vida. Tomas Caterín conta esta história através de depoimentos de pessoas que viram ou viveram os acontecimentos de décadas atrás, nem todas com a mesma opinião sobre o ocorrido, tampouco sobre suas consequências.  

***

setembro de 2022

Jornada, cerco e tragédia – Tomás Caterín

15×21 cm

Romance

96 páginas

ISBN: 978-65-5361-090-3

R$ 39,70 R$ 19,85

Consulte o frete e o prazo de entrega:

Tomas Caterín é o pseudônimo de uma entidade atemporal que viaja pela malha do espaço-tempo desbravando seus cantos mais desconhecidos. No seu tempo livre, gosta de escrever um pouco. Sua idade é incerta, quando passou dos 12 mil, parou de contar, e também de comemorar, não queria mais gastar uma fortuna em velinhas. Seu local de nascimento também é um mistério, sabe-se apenas que fica em algum lugar entre Alpha Centauri e Itaboraí-RJ.  

É autor de best-sellers como X29jj+34 e iSæ’üg’, que ainda não tiveram tradução em nenhuma língua humana. 

Gosta de escrever sobre tudo que viu, vê e verá, o que às vezes pode ser um pouco cansativo, uma vez que é comum confundir os tempos verbais.