Cart

Best Seller

Lascas Lascadas Algumas mais que outras

0 out of 5 based on 0 customer ratings
0 classificações Adicione sua classificação
Disponibilidade: Em estoque

R$ 39,90 R$ 34,90

Em um nível Google do conhecimento humano, descubro que um dos possíveis significados do nome Lídia -gentílico dos habitantes da Lydia, antiga região da Ásia Menor-, é ‘aquela que sente dores de parto’. Verdade etimológica ou não, é esta a mais-que-perfeita tradução da autora destas lascas.  

    A personagem, de pijama, na cozinha, “… prepara o ritual: de duas em duas rasga as folhas, 

[ ] Em seguida é o momento da distribuição: lixo do banheiro grande: vergonha. Não sei escrever nada decente. Lixo reciclável da lavandeira: raiva. Que merda! Cinco passos e o lixo do banheiro pequeno: medo. Se fosse eu tentaria procurar as partes desses papéis!. Acabou…”  

      Autocrítica implacável, sísifa praticante -desde sempre se esmerando na ocultação de sua produção escrita- eis que, neste momento, Lídia lasca sua pedra de auto rejeitados e adentra o paleolítico de sua produção.  

   Os artefatos que modela não são de fácil empunhadura. São lascas de uma sofisticada fórmula lógica aplicadas à paixão. Há artefatos cifrados. Lídia nada o mar revolto da angústia, na madrugada de espera. Aqui e ali, artefatos de mesóclises, lindo isso! Lascas de insônia, em que mães são presenças sempre em excesso.  

     

    Observadora irrecuperável, segue essa mulher sem nome e sem rosto a tramar vinganças em meio a angústias gramaticais, no desejo de se inscrever no corpo do amante, em caminhadas rituais por botecos e salas de aula. Sobretudo, no cara a cara com a solidão.  

    A vida bem poderia ser um simples e bom seminário acadêmico.  

    Já que não é, Lídia não se furta a parir em dores, mas nunca se entrega.  

    Sorte a nossa, voyeurs que somos. sermos chamados a espiar o seu labor. “

Etel Frota

Inverno 2019

ISBN: 978-65-80103-09-6

119 pág.

Quantidade :

Lídia Domingues

Lídia Domingues é paranaense de Bela Vista do Paraíso, nascida em 1965. De lá trouxe a menina curiosa, reservada e observadora para viver em Curitiba. Estudou Letras Português e Literatura Brasileira Contemporânea na PUC-PR. Trabalhou como produtora cultural, bancária, organizou eventos, está professora, mas muito cedo aprendeu a ser leitora e assim segue seus dias. Escrever é um caminho recente – 2011 – e provocador, principalmente porque prefere o exercício em blocos de papel, cadernetas, agendas, cadernos e folhas soltas. O teclado fica por último. 

Avaliações

Não há avaliações ainda.

Seja o primeiro a avaliar “Lascas Lascadas Algumas mais que outras”

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Carregando...
Mande um recado pra nós.