Cart

Best Seller

Os Bons Anos do Juiz Bandelo – Acantos Garcia

0 out of 5 based on 0 customer ratings
0 classificações Adicione sua classificação
Disponibilidade: Em estoque

R$ 69,70 R$ 34,85

Disponível por encomenda

Quantidade :

PRÉ-VENDA – disponível até segunda quinzena de abril

 

Em Os bons anos do juiz Bandelovemos a ascensão meteórica de um herói nacionalà direita – do todo-poderoso Líder Galamito –duas almas predestinadas a salvar o Braxil. 

Essa sombria aliança, resultado da mistura entre a política, a justiça e o Estado de exceção, receita perigosa e mortal, marca Os bons anosO Sr. Bandelo, quando juizjulgou a Jararaca, tirando-a das eleições; irrefreável, sagra-se herói ealçado às estrelas, torna-se Sinistro da Justiça como prêmio pelos seus feitos. 

E é Feldspático Gaspar, funcionário fantasma do governoquem nos apresenta esse país irreapor meio de uma mal disfarçada apologia que, no íntimo, nos revela a crítica, a ironia desse enredo. Ao contar a história do juiz, aliás, não nos engana, apenas a si mesmo. Em sua curiosa pátria incorruptível, o autor nos oferece um indecoroso duplo do Brasil.  

Surreal e expressivonas raias do insólitoOs bons anos do juiz é um libelo indispensável para se compreender todo o fundamento da arbitrariedade desta era galamítica, destes tempos “bandélicos”a crise da jovem democracia braxileira. 

 

Outono 2021

ISBN: 978-65-89624-28-8

em breve  num. pág.

 

Acesse nosso canal no Youtube: Kotter Tv

Disponível por encomenda

Quantidade :
SKU: 9786589624288 Categorias: , ,

Os Bons Anos do Juiz Bandelo – Acantos Garcia

Acantos Garcia

Acantos Garcia, natural do Brasil, nasceu no Maranhão há trinta e dois anos, em um Ano comum, 24h antes do Carnaval da época, 6 de fevereiro, o Dia do Agente de Defesa Ambiental. Morou em Tocantins, na década de noventa, e na virada do milênio, se estabeleceu no Rio Grande do Norte, na cidade de Caicó. Aprendeu a ler como Zezé, do Meu pé de laranja Lima. Leitor, de poesia e obras esquecidas, Mestre em Literatura, Pai, e Professor do Instituto, condenaram-no a escrever bastante cedo; eterno aprendiz da fuga, alguns versos compôs, antes da prosa. Este é, por fim, seu primeiro romance verdadeiro. Os outros, um erro. Azafamado, o autor já prepara o próximo, o quanto antes depois, i.e., antes de mais nada. 

Avaliações

Não há avaliações ainda.

Seja o primeiro a avaliar “Os Bons Anos do Juiz Bandelo – Acantos Garcia”

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Carregando...