Cart

Best Seller

Parsona

0 out of 5 based on 0 customer ratings
0 classificações Adicione sua classificação
Disponibilidade: Em estoque

R$ 44,90 R$ 29,90

Nestes tempos em que os procedimentos concretistas integraram-se ao cânone, a poesia experimental tornou-se carne de vaca; ganhou em prestígio o que perdeu de potencial crítico. O verso morreu. É com tal ânimo que recebemos Parsona, de Adriano Scandolara, e ele vem como uma lufada de vento fresco — ou uma bofetada — na cara. Aqui, o experimentalismo não tem nada de inofensivo: de uma apropriação alegórica da lírica de Olavo Bilac em Via Láctea, na qual esta reluz como ruína, desponta uma provocação ambivalente, lâmina de dois gumes. Primeiro, temos a dessacralização do lirismo bacharelesco representado pelos sonetos bilaquianos, mas isto é pouco, é chutar cachorro morto. Percebe-se que tal dessacralização possui um caráter ambíguo, pois — ao mesmo tempo que desconstrói — atualiza, resgata e dá crédito. A ironia impiedosa é uma forma de levar a sério. Assim, a lâmina se volta contra o gosto literário contemporâneo que, formado a partir do consenso modernista, prescreve uma distância profilática do parnasianismo. Já no posfácio, a ironia toma por alvo os expedientes formais que constituem a medula do próprio livro, acusando a frivolidade e o convencionalismo que a literatura experimental assumiu nas últimas décadas. Parsona é a consciência de um impasse, que pode ser o fim da linha, mas também um novo caminho, aberto à força de uma reflexão crítica intransigente, que não recua diante de qualquer valor estabelecido.

— Emmanuel Santiago

Verão 2017

ISBN: 978-85-68462-21-8

97 p.

R$ 44,90

Quantidade :

Adriano Scandolara

Nasceu em Curitiba 1988, é poeta e tradutor, tendo já traduzido nomes como John Milton, Hari Kunzru e Marjorie Perloff. Publicou em 2015 Prometeu Desacorrentado e Outros Poemas (Ed. Autência), um colume de traduções do romântico inglês Percy Bysshe Shelley. Tem poemas e ensaios publicados em diversas revistas e coletâneas e é autor do livro de poemas Lira de Lixo (Patuá, 2013). Coedita a revista e blogue Escamandro.

Avaliações

Não há avaliações ainda.

Seja o primeiro a avaliar “Parsona”

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Carregando...
Mande um recado pra nós.