Cart

Best Seller

SUJEITOS DE VERDADE – Luiz Paulo Leitão Martins

0 out of 5 based on 0 customer ratings
0 classificações Adicione sua classificação
Disponibilidade: Em estoque

R$ 62,70

wws Suporte / Perguntas de pré-venda Preciso de ajuda? Fale conosco via WhatsApp
Quantidade :

SUJEITOS DE VERDADE

Foucault e uma genealogia da psicanálise

Neste livro, o autor centra-se na leitura do último tempo do percurso de Foucault para pensar nas relações de seu discurso teórico com a psicanálise, em que se problematizou o registro da ética nas suas conjunções fundamentais com os registros do saber (arqueologia) e do poder (genealogia), para enunciar assim a nova problemática da estilística e da estética da existência.

Nesta perspectiva, o que está em pauta é a formulação da categoria do sujeito no plural e não no singular, como se formulava na tradição da filosofia do sujeito desde o século XVII, que se enuncia de forma eloquente desde o título escolhido, Sujeitos de verdade. Assim delineado, o sujeito seria concebido na tensão e no conflito permanente estabelecidos entre os campos do poder e da resistência, que se renovam e se reconfiguram de maneira infinita, no diapasão tecido de forma inequívoca entre a necessidade e a contingência.

Dessa maneira, a categoria de parresía como dizer verdadeiro, enunciada na Antiguidade, foi alçada à condição fundamental para delinear o campo ético do sujeito, na sua articulação crucial com o registro do poder. O trabalho de si foi assim destacado como sendo a marca decisiva do sujeito, como forma de subjetivação.

Joel Birman

___________________________

Se Lacan foi um dos poucos autores da história da psicanálise que depois de Freud retomou aquilo que a antiga tradição da epiméleia heautoû introduzia de inquietante, a saber, a questão da transformação do sujeito na experiência com a verdade, a pergunta de Foucault, que ele deixou aberta e que permanece não resolvida em toda a sua obra, foi a seguinte: É possível, nos termos próprios da psicanálise, colocar a questão das relações do sujeito com a verdade, do ponto de vista da espiritualidade e do cuidado de si?

Ora, se como condição de acesso à verdade é preciso que o sujeito se modifique, se transforme, se torne, em certa medida e até certo ponto, outro que não ele mesmo, interrogamo-nos de que maneira esse, por assim dizer, devir outro do sujeito, quando se constitui pela forma do saber analítico e se desdobra por uma estrutura de pertencimento institucional, não se configura muito mais como esquecimento da questão, do que propriamente como experiência de abertura para a alteridade do sujeito, e isso na medida em que a verdade se manifesta na espessura da própria vida e existência.

 

ISBN: 9786589624301

FORMATO: 16×22 cm

PÁGINAS: 680

wws Suporte / Perguntas de pré-venda Preciso de ajuda? Fale conosco via WhatsApp
Quantidade :

SOBRE O AUTOR

Luiz Paulo Leitão Martins é psicólogo clínico e psicanalista, membro do Espaço Brasileiro de Estudos Psicanalíticos (EBEP-Rio). Doutor em Teoria Psicanalítica pela Universidade Federal do Rio de Janeiro e em Psicanálise e Psicopatologia pela Université de Paris. Atualmente é professor no Departamento de Estudos Psicanalíticos e pesquisador associado ao Centro de Pesquisas em Psicanálise, Medicina e Sociedade da Université de Paris. Autor de “Amor à verdade: o pensamento de Freud e a modernidade” (Editora UFRJ, 2020).

Dimensões16 × 22 cm

Avaliações

Não há avaliações ainda.

Seja o primeiro a avaliar “SUJEITOS DE VERDADE – Luiz Paulo Leitão Martins”

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Carregando...
WeCreativez WhatsApp Support
Nossa equipe de suporte ao cliente está aqui para responder às suas perguntas. Pergunte-nos qualquer coisa!
👋 Oi em que posso ajudar?