Cart

Best Seller

Três Maneiras de Gritar em Silêncio

0 out of 5 based on 0 customer ratings
0 classificações Adicione sua classificação
Disponibilidade: Em estoque

R$ 39,90 R$ 34,90

PRÉ-VENDA SENDAS

Uma boa orelha de livro pincela o essencial, ilumina certos pontos, mas jamais entrega tudo. Até porque seria imperdoável ler este livro de “orelhada”. 

Três Maneiras de Gritar em Silêncio, de Felipe Vieira De Galisteo, é para ser lido com os olhos e ouvidos da alma, percorrendo cada reticência, cada exclamação, cada interrogação – verdadeiras preciosidades gráficas numa época que a nossa poesia parece ter fixado lugar no minimalismo vocal.  

É para ser lido em voz alta: cuidando das inflexões, pausas, ritmo e, sobretudo, da melodia. Destaca-se, das características mais marcantes que atravessam a obra, a musicalidade – da escolha das palavras ao tamanho dos versos. 

Somos tentados a localizar o novo poeta numa constelação conhecida. Felipe, consciente ou não, dialoga com uma tradição poética latino-americana fora de lugar perante a dicção contemporânea cheia de vazios, silêncios e concisão milimétrica. Ele abraça o poema longo e intimista. A voz, nesta obra, faz coro com um Abgar Renault, uma Adalgisa Nery, um Paulo Mendes Campos, só para lembrarmos de uma poesia surgida depois do furacão modernista (e hoje em dia olvidada). 

Impossível ignorar: os versos de Felipe são vasos comunicantes da sua longa experiência no palco. Ele constrói monólogos de intensa vida interior, reflexivos e contemplativos, nestes poemas de alta voltagem lírica e furor imagético. Aqui, tudo é transbordamento, sinceridade, entrega. Há sangue pulsando em cada página.

Fernando Alves Medeiros

Primavera 2019

ISBN: 978-65-80103-48-5

141 pág.

Quantidade :

Felipe Vieira Galisteo

Felipe Vieira de Galisteo, 37 anos, é um artista gaúcho, natural de Porto Alegre. Reside em São Paulo desde 2010. Poeta, dramaturgo, professor, ator e diretor, escreveu cerca de 20 textos e adaptações teatrais, além de ser autor de extensa composição poética. Em 2008, recebeu da Secretaria Municipal de Cultura de Porto Alegre o Prêmio Açorianos de Melhor Dramaturgia, prêmio a qual foi indicado também em 2011. “Três Maneiras de Gritar em Silêncio” (2019) é sua primeira obra publicada. 

 

Avaliações

Não há avaliações ainda.

Seja o primeiro a avaliar “Três Maneiras de Gritar em Silêncio”

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Carregando...
Mande um recado pra nós.