Essay Potna Beats Solo Essay Subject In English Cheap Scholarship Essay Ghostwriter Service Online Essays About Homeless People On Earth Goconqr Tok Essay Structure

Cart

Para Um Túmulo Anatole – Stéphane Mallarmé – Trad. Guilherme Gontijo Flores

0 out of 5 based on 0 customer ratings
0 classificações Adicione sua classificação
Disponibilidade: Em estoque

R$ 74,70 R$ 52,30

wws Suporte / Perguntas de pré-venda Preciso de ajuda? Fale conosco via WhatsApp
Quantidade :

Stéphane Mallarmé, antes de morrer, pediu que sua filha Geneviève queimasse todas as suas notas e um conjunto de pequenas folhas manuscritas. Escritas entre 1879 e 1880, depois da morte de seu filho de oito anos, essas páginas chegaram até nós com o título Para um túmulo de Anatole, permanecendo, porém, inéditas até 1961. O autor nunca quis publicá-las nem se referiu a elas em sua correspondência. Diferentes de outros “túmulos”, gênero a que Mallarmé se dedicou para prestar homenagem a Baudelaire, Verlaine e Poe, elas são anotações fragmentárias, em que convergem fato brutal e trajetória estética, dissolução da concretude da morte em forma inacabada que é tempo, eterno e fugaz. Em uma carta a seu amigo Henri Cazalis, Mallarmé descreve a longa e inenarrável agonia do luto e conclui: “felizmente, estou perfeitamente morto”. A morte, figurada ou não, age como uma nota musical repetida a cada página deste Túmulo, que anuncia e acolhe a presença e a ausência do filho, da doença, da paternidade incompleta, em uma escrita lacunar e fraturada. “Quando um poema está maduro, ele se separa”, escreve Mallarmé a Cazalis – talvez isso explique o destino do manuscrito, engavetado por tanto tempo. A tradução desses fragmentos que agora o público leitor tem à mão parece seguir o preceito mallarmeano de ceder iniciativa às palavras e, para isso, opera um duplo movimento de fazer transparecer ora o original francês, quando a tradução é mais literal, ora a recriação, em formulações que tiram máximo proveito dos recursos expressivos de nossa língua. Chega-nos uma escrita do luto, amadurecida pelos tempos que correm. 

                                                                                                                                                 Ana Cláudia Romano Ribeiro

 

Verão de 2021

ISBN: 978-65-86526-99-8

236 pag.

 

Acesse nosso canal no Youtube: Kotter Tv

wws Suporte / Perguntas de pré-venda Preciso de ajuda? Fale conosco via WhatsApp
Quantidade :
SKU: 9786586526998 Categorias: , , , , ,

1871: Mallarmé chega a Paris novamente, depois de anos trabalhando e penando no interior da França. Nesse momento, aos 29 anos, tinha uma filha de quase 7 anos, Geneviève, e um filho recém-nascidoAnatoleNovos ares, uma nova vida, novas amizades: é a partir dessa volta a Paris que sua carreira de fato vai acontecer e que seu nome começa a ser reconhecido. No meio de uma obra ascendente, de um novo pensamento literário que se consolida, de uma maior maturidade pessoal e poética, está a família. Resguardadas as características internas das famílias burguesas francesas no século XIX, Mallarmé se interessa por seus filhos, escolhe presentes no Natal, mesmo falando quase nada deles aos amigos. A primeira vez que sabemos que Anatole está doente é em abril de 1879: um reumatismo agudo, dolorosíssimo, que certamente o acometeu desde muito cedo. Poucos meses depois, em outubro, Mallarmé escreve em uma carta: “nossa querida criança nos deixou, docemente, sem saber”…  

A pior das inversões da lógica da vida, a morte de um filho, gerou o nunca acabado, lindo e doloroso, Para um túmulo de Anatole.  

Sandra M. Stroparo 

Guilherme Gontijo Flores

Nasceu em Brasília em 1984, é poeta, tradutor e leciona latim na UFPR. Estreou com os poemas de brasa enganosa em 2013, finalista do Portugal Telecom. Em 2014 lançou o poema-site Tróiades – remix para o próximo milênio, publicado como uma caixa no ano seguinte. Em seguida vieram l’azur Brasé, ou ensaio de fracasso sobre o humor (2016) e Naharia (2017). Esses quatro primeiros livros formam a tetralogia poética Todos os nomes que talvez tivéssemos, agora publicada em um só volume. 

O poeta também é autor de carvão : : capim (2017, em Portugal, 2018 no Brasil) e do poema labirinto avessa: áporo-antígona (disponível em https://escamandro.wordpress.com/2020/07/10/avessa-aporo-antigona-de-guilherme-gontijo-flores), além do romance História de Joia (2019). 

Como tradutor, publicou A anatomia da melancolia, de Robert Burton (2011-2013, 4 vols.), Elegias de Sexto Propércio (2014), Safo: fragmentos completos (2017) e Epigramas de Calímaco (2019), dentre outros. Coescreveu o livro ensaístico Algo infiel: corpo performance tradução, junto com Rodrigo Gonçalves e fotos de Rafael Dabul, e é autor do ensaio A mulher ventriloquada: o limite da linguagem em Arquíloco (disponível em: http://www.zazie.com.br/pequena-biblioteca-de-ensaios). 

É coeditor da revista e blog escamandro (https://escamandro.wordpress.com) e membro do grupo de performance e tradução Peroca Loca. 

Avaliações

Não há avaliações ainda.

Seja o primeiro a avaliar “Para Um Túmulo Anatole – Stéphane Mallarmé – Trad. Guilherme Gontijo Flores”

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Vendor Information

0 de 5

No rastro do Cinema Novo – Pedro Simonard

R$ 84,70 R$ 59,30
*** Sobre este livro O que levou uma geração de jovens brasileiros a se entusiasmar por cinema a ponto de gerar um dos mais importantes movimentos cinematográficos do mundo? Este livro contém dez entrevistas com cineastas, pesquisadores, cineclubistas que tiveram participação decisiva no processo de geração do Cinema Novo. São eles: Saulo Pereira de Mello, Flávio Moreira da Costa, Mário Carneiro, Eduardo Coutinho, Zelito Viana, David Neves, Paulo César Saraceni,...
0 de 5

Rouge – Luís Filipe Sarmento

R$ 74,70 R$ 52,30
"Rouge é um livro desestabilizador. Tanto na forma como no conteúdo, se é que faz muito sentido distinguir entre uma e outro. São crónicas? Comentários? Ensaios? Panfletos? Manifestos?  Páginas de diário? Um longo poema? Ficção? Sim, tudo isso, e nada disso, se qualquer desses géneros excluir os outros. Uma teia de textos tão bem entrelaçados que mais parece um mosaico...
0 de 5

Mamãe, Papai Fez Arminhas Com a Mão – Venes Caitano

R$ 49,70 R$ 34,80
Olga é uma menina muito esperta e cheia de criatividade. Certo dia, descobriu os superpoderes de suas mãos e não parou mais de reunir forças para salvar ao menos um dos planetas do sistema solar. Para tal, a nossa pequena heroína aciona a mãe e o irmãozinho em uma missão domiciliar de reeducação do pai que, pasmem: FEZ ARMINHAS COM...
0 de 5

Debaixo das Rodas de Um Automóvel – Rogério Skylab

R$ 74,70 R$ 52,30
A poesia não é mais a mesma. Chega às livrarias pela Kotter Editorial a segunda edição do primeiro livro de Rogério Skylab, Debaixo das rodas de um automóvel, com sonetos marcados pela mesma irreverência apresentada ao público em seus discos. O poeta Skylab, assim como o compositor, é surpreendente, com sua visão de mundo cínica e soturna e seu humor...
0 de 5

Ignóbil – Regina Ribeiro

R$ 74,70 R$ 52,30
«Não era a primeira vez que Lucas sumia. Das outras vezes, porém, nunca tinha sido muito difícil encontrá-lo. Bastava alguns telefonemas e uma olhada na luneta para topar com ele lá, reinando entre os mendigos do centro da cidade, causando alvoroço em algum hospital psiquiátrico, fazendo amigos, inimigos, arrebentando estruturas, dissolvendo parâmetros, provocando dilúvios, virando a vida de toda gente do avesso.    E, depois que o...
Carregando...
WeCreativez WhatsApp Support
Nossa equipe de suporte ao cliente está aqui para responder às suas perguntas. Pergunte-nos qualquer coisa!
👋 Oi em que posso ajudar?